Bem vindo à Página de Alimentos e Bebidas do Governo Britânico no Brasil

O Ministério de Comércio Internacional (Department for International Trade - DIT) britânico é responsável por promover o comércio de produtos e serviços do Reino Unido em todo o mundo e atrair investimentos estrangeiros para a economia de seu país. Como um organismo do governo, possui profissionais especializados em negociar políticas de comércio internacional, além de oferecer suporte a negócios e apresentar estratégias de diplomacia comercial.

 

O time de Alimentos e Bebidas/Agricultura do Governo Britânico no Brasil é responsável pelo apoio à entrada de produtos britânicos no mercado brasileiro. Nosso suporte também engloba cadastro de laboratórios junto ao Ministério de Agricultura (MAPA), apoio em situações de barreiras comerciais e identificação de marcas e produtos britânicos que sejam do interesse do mercado brasileiro. Saiba como entrar em contato com a nossa equipe na aba "Entre em Contato".

 

O Setor de Alimentos e Bebidas no Reino Unido

 

O Reino Unido tem um dos mais dinâmicos setores de alimentos e bebidas do mundo. Em 2018, as exportações dessa indústria superaram £22,6 bilhões e tiveram um papel crucial para a sociedade britânica. O setor emprega quatro milhões de pessoas e gera mais de £121 bilhões em valor agregado para a economia do país por ano. 

 

Com um tamanho semelhante ao estado de São Paulo, o Reino Unido possui uma rica variedade de regiões, oferecendo um leque amplo e diversos de opções de alimentos e bebidas.  Hoje, o Reino Unido é o terceiro maior exportador de bebidas ao Brasil. Entre 2010 e 2019, as vendas de bebidas do Reino Unido para o Brasil cresceram mais de 15%, para £80 milhões. Grande parte desse valor ainda é composto pelo cobiçado whisky escocês, embora bebidas como gin, cerveja, tônica e chá venham ganhando destaque.  

 

Para 2022, uma das principais tendências no setor é a sustentabilidade do alimento. Os consumidores querem produtos de qualidade e que provoquem pouco impacto no mundo. Estudos recentes mostram que os consumidores adotarão estilos de vida eco-friendly, consumindo cada vez mais alimentos orgânicos, veganos e vegetarianos, além dos chamados “plant-based”. Em 2019, um em cada quatro produtos lançados no Reino Unido era vegano, e as vendas de substitutos de carne no Reino Unido devem chegar a £225 milhões em 2021.

 

Haverá grandes transformações nas indústrias de alimentos e bebidas ao longo dos próximos anos. Portanto, para estimular uma parceria cada vez maior entre Brasil e Reino Unido, o Governo Britânico mantém no Brasil um time de especialistas que podem auxiliar importadores brasileiros a encontrar parceiros britânicos de produtos ou, até mesmo, soluções inovadoras para o mercado de alimentos e bebidas.